sábado, 22 de julho de 2017

Crivella recebe motos para reforço do patrulhamento da Guarda Municipal do Rio de Janeiro

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, visitou na manhã desta sexta-feira (21) o depósito onde estão as primeiras 100 motos das 250 que foram doadas por um empresário. Os veículos vão reforçar a frota da Guarda Municipal utilizada para patrulhar os principais pontos da cidade.

A GM vai recriar o Grupamento de Guardas Motociclistas para atuar no motopatrulhamento de proximidade. O projeto piloto será implantado em Copacabana, um dos bairros com alto índice de roubos e furtos a pedestres, de acordo com dados do Instituto de Segurança Pública (ISP). O objetivo da Prefeitura é contribuir com as forças de segurança pública na redução da criminalidade na cidade e da sensação de insegurança.

"Essas motos chegam em boa hora para nos ajudar. Estamos todos muito preocupados com o avanço da violência e esses veículos vão nos auxiliar no combate a esses crimes de menor potencial, em que a Guarda Municipal pode atuar. Assim, poderemos liberar a PM para outras operações", disse Crivella, cuja proposta é intensificar as ações preventivas e as rondas ostensivas da Guarda Municipal.

O projeto prevê também parcerias com batalhões da Polícia Militar e delegacias de Polícia Civil. Com aulas teóricas e práticas, 91 guardas municipais participam, desde o mês passado, de um treinamento na sede do Batalhão de Choque da PM, no Estácio. O estágio vai complementar a formação dos agentes, que serão habilitados a manusear equipamentos como pistola de eletrochoque, spray de pimenta e disparadores de balas de borracha.

Um comentário:

  1. Hipócrita como um ser humano , digo isso, nem falou de um agente de segurança pública, por que no rio GCM é um vigia Municipal, pode dar segurança a outra pessoa e se proteger sem um alfinete pra intimidar os ladrões que andam de .50, .30 hj etc...( Quando esse país vai mudar)

    ResponderExcluir

Os comentários não representam a opinião do Site Amigos da Guarda Civil, a responsabilidade é do autor da mensagem.